pastor da mantiqueira

pastor da mantiqueirapastor da mantiquieira

A serra da Mantiqueira é uma formação montanhosa que abrange os estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. É nessa região brasileira que predominam pequenas e médias propriedades que têm como tradição uma economia com base na pecuária leiteira.
Nessas propriedades são utilizados como ferramentas de trabalho os cavalos do sul de Minas (Mangalarga Marchador, Campolina, etc.) e os cães que ajudam com o gado diariamente. Esses cães, ágeis, leves e corajosos, além de imporem respeito ao gado, chegam até a lugares em que os peões com seus cavalos não conseguem, devido ao relevo acidentado da serra. Esses cães tornaram-se durante séculos ferramentas indispensáveis no manejo do gado, formando um trio inseparável: peão, cavalo e cão. Esse é o chamado Pastor Mantiqueira.
Acredita-se que o Pastor Mantiqueira tenha em sua formação o sangue dos cães que chamávamos de “policial“, e também outros cães pastores Alemães, Belgas, Malinois, Holandeses, etc. Na região da Mantiqueira, sofreram uma seleção baseada na necessidade dos peões que precisavam de um bom cão e por isso sempre procuraram dentro de seu conhecimento, acasalar os melhores animais e se orgulhavam deles, uma história muito semelhante a dos cães da região Britânica de “Borderland”, que fica na divisa entre Pais de Gales, Escócia e Inglaterra, da onde se origina os grandes cães pastores Border Collie.

As principais características do Pastor Mantiqueira são:
. pelagem sólida (sem manchas) e bem pigmentada, com comprimento de pelos variáveis indo do longo ao curto;
. tamanho médio;
. orelhas eretas;
. focinho fino;
. três tipos básicos de cores: o preto, o branco ou creme e o “azulejo” ( base amarela com pelos pretos).
Padrão de comportamento: rústicos, ativos e rápidos, bons instintos que os ligam fortemente ao rebanho, fiéis, corajosos e grandes amigos. Sua grande capacidade de trabalho fazem com que sejam uma ferramenta muito eficiente e praticamente indispensável para o vaqueiro da serra da Mantiqueira.
Devemos ficar atentos porém, ao fato de que está ocorrendo uma rápida mudança de atividade econômica na região. O gado está perdendo espaço para a agricultura e a indústria do turismo e todas essas alterações estão diminuindo drasticamente o número deste cão que é sem a menor sombra de duvida, um autentico patrimônio genético brasileiro.
Devido a essas mesmas mudanças, o Pastor Mantiqueira poderá estar fortemente ameaçado de extinção, por isso precisamos preservá-lo.
O Administrador
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: