podengo nacional,(crioulo)

Para explicar a formação desta raça autóctone do Brasil, é preciso primeiramente explicar o que significa o termo Podengo , Podengo quer dizer cão coelheiro ou cão de caça ao coelho por isso tal termo será usado para designar qualquer cão com características físicas semelhantes sendo assim um termo genérico podendo existir Podengos de raça pura,Podengos mestiços e Podengos sem raça definida e para explicar a chegada dos Podengos ancestrais e a posterior formação do Podengo Crioulo(Brasileiro) é preciso fazer uma viagem no tempo de volta ao norte de África e ao Oriente médio onde os cães do tipo Podengo se formaram;no Egito era comum um tipo de cão alto magro e com uma cabeça semelhante a cabeça de um chacal que era criado pelos Faraós e tratados como símbolo do Deus Anúbis divindade com corpo humano e cabeça de cão algumas literaturas dizem que se trata de uma cabeça de chacal mais é fato que ela é idêntica a cabeça de um Podengo. Esses cães tinham privilégios na sociedade egípcia sendo enterrados com honras quando morriam,também foram largamente usados para a caça sendo este um privilégio do Faraó e de sua corte.
Também no Egito existia um cão antigo que não late o Basenji,raça que foi dada aos Faraós como presente por uma tribo do congo esta que felizmente existe até hoje foi retratada na arte egípcia sendo símbolo de poder e nobreza é bastante provável que podengos e Basenjis tenham sido cruzados intencional ou acidentalmente,fato justificado por antes dos Basenjis chegar ao Egito só existir Podengos de tamanhos e cores parecidos e depois passaram a existir Podengos de cores e tamanhos variados. É atribuída a dispersão dos Podengos ao povo Fenício graças a sua tradição naval e sua vocação comercial,assim através dos povos Fenícios os Podengos chegaram a Península Ibérica sendo logo adotados como cães de caça,pastoreio e guarda pelos povos latinos; na península Ibérica formaram outras raça definidas de Podengos além da já existente no Egito até então; entre elas o Podengo Português que existia em dois tamanhos grande e média a variedade média foi selecionada entre os menores exemplares da grande;o Podengo Andaluz ou Espanhol que também existia em dois tamanhos, são basicamente o mesmo cão diferindo em cores e pequenas variações de tamanhos,também na Espanha se formaram o Podengo Ibiscênico e na ilhas Canárias o Podengo Canário selecionado basicamente do cão do Faraó do qual difere basicamente na cor.
Com as conquistas Portuguesas e Espanholas nas Américas esses cães foram trazidos ao novo continente principalmente como caçadores de ratos nos navios.
Na caça integravam a matilha com os Podengos de maior porte melhorando sua performance quando os coelhos e lebres adentravam em matas densas onde os grandes Podengos não podiam usar sua velocidade para persegui-los os pequenos tirando proveito de seu porte diminuto levavam a caça a campo aberto para seus companheiros maiores pudessem persegui-los.Na Itália outra raça de Podengo se formou e passou a ser chamada de Cirneco Del Étina que apesar do nome é um legitimo Podengo de porte médio usado para caça.
Assim com a descoberta (invasão ) do Brasil;desembarcaram aqui nas Naus,Caravelas e Navios negreiros, Podengos Portugueses,Espanhóis,entre vários mestiços entre eles e outros cães e talvez de alguns Basenjis com cães parias Africanos assim começou a desenhar o PodengoCrioulo(Brasileiro) que conhecemos hoje.
O cão Podengo Brasileiro começou a se formar no século 15 quando foram introduzidos no Brasil colônia os Podengos Portugueses utilizados para caça,pastoreio e guarda.
Atualmente existe um tipo morfológico de cão espalhado por todo o Brasil, cidades e campos. Este tipo morfológico se assemelha muito ao Podengo Português, apresentando as duas variedades de pelagem típicas dessa raça.Este tipo morfológico também sofreu nitidamente a influência, nos estratos mais antigos de formação, de cães africanos de tipo Podengo trazidos pelos colonizadores e cães indígenas autóctones, fatos estes verificados em referências (fotos e literatura). A predominância de Podengos Portugueses manifesta-se em duas características morfológicas principais: maioria de cães fulvos ou dourados e presença das duas variedades de pelagem, curta e dura. A pureza morfológica e temperamental desses cães foi mantida relativamente intacta devido à sua presença majoritária nas ruas e campos, o que faz com que qualquer gene exótico tenda a se diluir e extinguir na população, a não ser que seja selecionado pelas condições ambientais. Esta seleção de genes residuais foi o que conferiu as características que diferenciam os Podengos Crioulos dos Portugueses, tais como maior variedade de coloração e formato característico de cabeça e orelhas, além da maior angulação das articulações locomotorasQuando foi introduzida no Brasil colonial, muito antes de sua oficialização, esta raça era estritamente funcional, ocorrendo cruzas entre as três variedades de tamanho e pelagem, sendo que na mesma ninhada poderiam nascer filhotes de mais de uma variedade. Com a elaboração de padrões e o reconhecimento como raça, as variedade passaram a ser criadas separadamente. Estes cães são um dos troncos de formação do Podengo Crioulo, sendo que podemos ver aqui no Brasil a ocorrência das três variedades de pelagem e tamanho, muitas vezes com mais de uma variedade na mesma ninhada. Cabe ao esforço de criação organizada homogeneizar as linhagens sem perder as qualidades de temperamento e rusticidade que a seleção natural e o ambiente específico do Brasil imprimiram no Podengo Crioulo.

pelo longo

grande de pelo curto

grande de pelo duro

.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: