Karakachan

Este cachorro enorme veio da Bulgária, de montanhas e região Karakachans. O Karakachan era basicamente cão de guarda. Além disso, os conhecidos como cães Karakachan Pastor e Mollos trácio . O nome do cão está relacionado com as tribos nômades dos Balcãs – Karakachans. Devido às suas conservadoras pecuária tradições, eles preservaram algumas das mais antigas raças de animais domésticos na Europa: a ovelha Karakachan, o cavalo eo cachorro Karakachan Karakachan.No passado, o Karakachan cão de montanha, foi amplamente utilizado na Bulgária como um cão de guarda fronteira do Exército. Hoje, usado principalmente como um cão de guarda de gado e cão de guarda da propriedade. As populações mais numerosas de trabalho de gado de raça pura cães de guarda Karakachan são encontrados na Bulgária e Estados Unidos. O Karakachan foi oficialmente aprovada como uma raça antiga búlgaro natal em 2005. O Karakachan cão pode ser um descendente de antigos cães domésticos dos Balcãs, possivelmente desde a época dos trácios.De volta aos tempos antigos, quando as tribos trácio viviam nestas regiões, os exploradores encontraram alguns tesouros, onde foram encontradas grandes, cães de guarda de cabelos compridos com caudas enroladas. O Karachan é parte da origem do cão Shepherd búlgaro, com as quais não devem ser confundidos. Tamanho: Machos: 63-75 cm. Fêmeas: 60-69 cm. Peso: Machos: 40-55 kg Fêmeas: 30-45 kg

Anúncios

molosso ariano

o molosso ariano é um grande mastiff, que foi criado para ser um cão de guarda e guardião.mollosso Ariano são extremamente grandes ,mastins relacionadas com kangal e mastiff tibetano . Eles foram originalmente criados no Afeganistão.
usado pelas tribos regionais em rinhas para resoluçao de problemas em comun.criado geralment por homens designados homens dos caes,so solicitados em contendas serias por exemplo posse e uso de pastagens ,geralmente a luta so termina com a morte de um dos caes.isso eliminava guerras desnecessarias entre as tribos,
TAMANHO: Um adulto ariana Molossus vai crescer a uma altura entre 17-30 kg, e vai pesar tanto quanto 200 libras. Desalinhado e com grande variação na aparência variando 50-60 kg e £ 17 no ombro a mais de 200 quilos e 30 centímetros no ombro, a raça é mais prontamente reconhecida devido a sua origem geográfica do que por qualquer característica física por si só.

Pelagem: Sua pelagem é curta, grossa e muito macia. Seu subpelo muito denso. A cor da pelagem mais comum é o sable escuro , mas pode qualquer cobinaçao de cores. Seus olhos são muito escuros. o peito do Molosso arianos ‘e profundo e musculoso, e seu corpos são bem construído, pesado e grande. Suas pernas são poderosas e muito musculoso. Sua cauda enrolada sobre as costas.

caracter Uma combinação de grandeza e de bom caráter, coragem e docilidade. Dignidade, ao invés de alegria, é atitude correta do Mastiff. Os juízes não devem tolerar a timidez ou agressividade. Por outro lado, os juízes também devem tomar cuidado de colocar um prêmio sobre ostentação

FORMAÇÃO: Mastiffs tendem a ser preguiçoso, mas eles vão manter a forma física e mais felizes se regular o exercício dado. Eles sempre devem ser controlados em público.

COMPORTAMENTO SOCIAL: A raça ariana molossus deve começar é a formação como um filhote de cachorro, como muitos criadores e clubes resgate recomendam.

EXERCÍCIO: A Molossus ariano é uma forte e contundente, animal com instintos afiados. É extremamente protetor dos seus proprietários e familiares, e eles podem ser extremamente cautelosos com estranhos. São cães de guarda leal e confiável.

Olde english Bulldogge(OEB)

O Olde Inglês Bulldogge teve origem na Inglaterra entre 1600 e 1700. Estes foram os primeiros antepassados de muitas das raças Bull que existem hoje, incluindo o Bulldog Inglês eo Bulldog Americano. Eles foram criados para participar de esportes como o sangue com touros. Este esporte chamado, se tornou bastante popular na Inglaterra, através a meados do século 18. Bull baiting consistiu principalmente de demarcar um touro e permitindo várias Bulldogges para atacá-lo. Um cão de grande coragem e agilidade era necessário para bull baiting. Este cão era de tamanho médio; cães maiores foram considerados como o resultado de cruzamentos do Mastiff.

Por volta de 1835, foram aprovadas leis na Inglaterra proíbe bull baiting e Olde Inglês Bulldogges finalidade principal da existência desapareceu. Dentro de uma década o número de bulldogs diminuiu drasticamente quase à extinção. Dog criadores mostram finalmente decidiu reconstruir a raça, mas queria rebaixar o temperamento agressivo do original Olde Inglês Bulldogge. Eles cruzaram os restos do stock existente com o pug e ao longo dos anos que se seguiram, eles desenvolveram o moderno Bulldog Inglês. Infelizmente, porém, este cão moderno é feito com todos os tipos de problemas de saúde em genética.

O moderno Olde Inglês Bulldogge é uma reconstrução do Bulldogge Olde original do século 17 e 18. Vários cruzamentos genéticos têm sido usados em cuidadosamente pensado e planejado programas de melhoramento genético para obter esse objetivo. A base da maioria dos atuais Olde Inglês Bulldogges pode ser atribuída a Bulldog Inglês, Buldogue americano, American Staffordshire Terrier e Bull Mastiff.The estoque da fundação original consistia em 50% Bulldog Inglês, 17% American Bulldog, 16.5%American Pitbull Terrier, e 16.5% Bullmastiff.foi usado um programa de cruzamentos ,semelhante usado no programas de selecionamento bovinos de corte,sucessivos cruzamentos,entre raças e aperfeiçoando suas caracteristicas.

Estes cães foram usados de forma muito selectiva em várias combinações para obter as características desejadas física e mental do original Olde Inglês Bulldogge. O resultado tem sido uma Bulldogge boa aparência de uma grande habilidade atlética, que é muito mais saudável e fisicamente apto sem a maioria ou todos os problemas que afligem hoje moderno Bulldog Inglês. O objetivo de todos os criadores Olde Inglês Bulldogge deve respiradores livres, criadores ser produzir geneticamente caes saudáveis. Bulldogges que tenham respiraçao fluida .

O padrão da raça IOEBA detalhado é o melhor guia sobre o que o perfeito Olde Inglês Bulldogge deve ser semelhante de acordo com o Olde Inglês Bulldogge International Association. É recomendado que seja usado por criadores de Olde hoje em um esforço para manter os altos padrões que os criadores do passado e do IOEBA tem .

barbado da terceira

“é utilizado ainda como cão de guarda, função que desempenha com eficácia”, ao mesmo tempo que é “um bom cão de companhia” face ao seu “carácter afável e ensino fácil”. O Barbado provavelmente evoluiu de cães trazidos pelos povoadores a partir do século XV e que eram usados na recolha de gado bravo.
No seu aspecto geral, surge referência a um cão rústico, com corpo forte e bem musculado, coberto de pêlo comprido, abundante e ondulado. Quanto ao comportamento/carácter, é tido como cão companheiro e fiel ao dono, inteligente, de ensino fácil, alegre, meigo e voluntarioso.
O Barbado da Ilha Terceira foi reconhecido, pelo CPC, como a décima raça pura canina portuguesa
Actualmente existirão cerca de duas centenas de Barbados na Terceira.O Barbado da Ilha Terceira é tido como um cão de gado por excelência, muito ágil e dinâmico, conduzindo e juntando o gado com grande facilidade, sendo também utilizado no maneio do gado bravo

cao de gado transmontano

O Cão de Gado Transmontano é uma raça antiga, descendente dos mastins do tronco Ibérico. Desenvolveu-se naturalmente no nordeste de Trás-os-Montes, com pouca influência do pastor na criação. A selecção destes cães era ditada pela natureza e mais concretamente pelo lobo.

O Cão de Gado Transmontano é uma raça possante e funcional que desempenha de forma exemplar a função de guarda. Particularmente utilizado para defender os rebanhos de ovelhas e cabras, a popularidade da raça caiu quando o êxodo rural e a emigração mais se verificaram na região. Com a necessidade de proteger o lobo, a importância da utilização destes cães pelos pastores tornou-se vital. Aliás, os pastores só são indemnizados pelas ovelhas perdidas para os lobos se tiverem pelo menos um cão por cada 50 cabeças de gado.

Apesar da sua longa história, só recentemente é que a raça foi reconhecida pelo Clube Português de Canicultura, mas aguarda ainda o reconhecimento do FCI. O estalão desta raça é provisório, valendo por um período de cinco anos após a aprovação.

Para além do reconhecimento nacional, existem também programas que visam proteger e divulgar o Cão de Gado Transmontano. Exemplo disso é o trabalho feito no Parque Natural de Montesinho, onde as ninhadas e cães são contabilizados e interessados são colocados em contacto com os criadores, sobretudo pastores.

Têm-se criado também exposições para esta raça, de forma a divulgar e apurar os melhores exemplares. Cão de Gado Transmontano é um animal possante, que necessita de um dono experiente. As suas maiores qualidades podem virar graves defeitos se o dono não for capaz de dominar o cão. Independente e possessivo, o Cão de Gado Transmontano deve ser ensinado desde pequeno a respeitar o dono.

Mas é a sua territorialidade e capacidade de iniciativa que o torna num cão de guarda de rebanhos de excepção. A zona onde é mantido ou passeado é entendida pelo cão como sua e tenta sempre protegê-la de estranhos. Está adaptado ao frio rigoroso do Inverno transmontano, mas também ao calor sufocante do Verão. Para se proteger das condições atmosféricas, escava buracos na terra, em busca de abrigo do vento forte ou em procura de um local mais fresco. Mantido em jardins, a relva é sempre esburacada.

O Cão de Gado Transmontano necessita de bastante espaço e não é o cão indicado para ambientes urbanos. Embora se habitue à trela, este cão prefere cumprir a sua função livremente no campo.

Em adultos, estes cães tornam-se sensíveis, ao ponto de serem ciumentos. Dóceis com a família, mantêm contudo uma personalidade reservada.

Dão-se bem com outros cães após ser estabelecida uma hierarquia.O Cão de Gado Transmontano é a maior raça de cães portuguesa. De porte gigante, as fêmeas entre 66 e 76 cm, pesando 45 a 60 kg, mas já os machos atingem entre 74 e 84 cm e pesam 55 a 65 kg.

Esta raça é também uma das mais rústicas, mantendo-se forte e imponente, com uma aparência nobre.

A cabeça é maciça com um stop moderado. Os olhos médios são cor de mel ou castanho escuro. As orelhas, também de tamanho médio, são ligeiramente mais compridas do que largas, afunilando na ponta, mas terminando redondas.

Embora os machos sejam bastante mais altos do que as fêmeas, o corpo de ambos mantém uma forma rectangular. Mesmo assim, os animais dos dois sexos não são demasiado volumosos, apresentam-se antes fortes e bem musculados.

O Cão de Gado Transmontano tem a pele grossa, exceptuando na cabeça, onde se apresenta mais fina. No pescoço, forma pequenas pregas de pele que são uma protecção contra as ataques dos lobos.

O pêlo é liso e de comprimento médio, formando uma pelagem densa e grossa. A raça tem sub-pêlo. O Cão de Gado Transmontano é mais comum em branco com malhas pretas, amarelas, fulvas ou lobeiro. A raça pode também apresentar um só cor ou ser raiada. Em determinadas zonas pode ser: mosqueada, no fundo do manto, ou afogueada, na máscara.
Saúde e Higiene [ editar ]

Apesar de ser bastante resistente, existem algumas doenças típicas de cães de porte grande que também afectam o cão de Gado Transmontano. A displasia da anca e cotovelo têm alguma prevalência na raça e os progenitores devem despistados antes de acasalarem.Apesar de ser bastante resistente, existem algumas doenças típicas de cães de porte grande que também afectam o cão de Gado Transmontano. A displasia da anca e cotovelo têm alguma prevalência na raça e os progenitores devem despistados antes de acasalarem.

A pelagem deve ser escovada uma vez por semana, para remover terra, pó ou outra sujidade. O banho só deve ser dado quando não puder ser evitado.

Landseer

Descrição
Um grande cão de pernas longas branco e preto com um corpo poderoso e bem equilibrado com dificuldade de nadar para a costa, rebocando uma pessoa se afogando é um Landseer. São muitas as histórias sobre os esforços corajosos de que este cão em resgatar as pessoas do afogamento. Na verdade, a raça tem o nome de Sir Edwin Landseer, um pintor que comemorou os feitos heróicos de um cão em resgatar o capitão do afogamento. Landseers são definitivamente “bebés d’água”. Em um acampamento de caça ou de cuidar de permitir que seu animal de estimação para levar seu saco de dormir em suas costas, não se você não quer dormir em sacos-cama ensopada como o cão não hesitaria em dar um mergulho, se acontecer de você passar um rio ou mesmo um pequeno riacho.

O Landseer Continente Europeu Tipo um cão que se originou na Alemanha e na Suíça é considerada por muitos clubes do canil para ser uma variante branco e preto revestido da raça Terra Nova negro. O Landseer (ECT), porém, é uma raça distinta e separada que é reconhecida pela FCI. Sendo considerada uma variante da Terra Nova, a raça quase desapareceu completamente quando o Terra Nova preto revestido-se moda. A existência da raça foi gravemente afectada pela 2 ª Guerra Mundial. Graças aos esforços feitos pelos criadores alemães e suíços, o Landseer foi revivida nos anos 1930. O cachorro que foi desenvolvido pela passagem da Terra Nova com o cão de montanha dos Pirinéus é mais leve, com uma pelagem mais pesada que seria muito mais fácil de cuidar.

O Landseer possui um excelente nariz. Esta raça é um retriever pendentes que é igualmente hábil na recuperação da terra ou da água. Esta raça faz um bom cão de guarda também. Esta é uma raça mais exigentes. O cão seria determinar imediatamente se a família está em perigo e não hesitaria em colocar entre a família eo perigo percebido. Este não é um cão feroz, mas seria bravamente ficar na frente do membro da família para enfrentar a ameaça.

Aparência
O Landseer (ECT) é uma raça de cão que é muitas vezes confundido como um Terra Nova. No entanto, além do óbvia diferença nas características, um Landseer é comparativamente mais alta do que uma Terra Nova. A Landseer é uma raça grande, com uma bela aparência nobre. A enorme cabeça está intimamente equipado com um couro cabeludo sem rugas. Finer cabelo curto cobre a cabeça. A Landseer tem um crânio largo e um focinho curto, mas forte, que parece estar fora do quadrado. A Landseer tem um nariz preto. O marrom ao marrom escuro médio porte olhos são amendoados dando ao cão uma expressão amigável. As orelhas de tamanho médio são de forma triangular e têm pontas ligeiramente arredondadas. Situado no alto orelhas são cobertas com cabelos curtos bem. O cabelo mais comprido na parte de trás da base de formas à margem ouvidos. As orelhas são realizados planos para os lados da cabeça.

Esta raça tem um pescoço largo muscular, uma parte traseira reta e nível, um lombo musculoso e um peito profundo, com costelas bem arqueadas. A cauda é forte densamente coberta com cabelo espesso. Quando o cão está em repouso, a cauda forma uma ligeira curva no final e trava para baixo. Em movimento, a cauda é portada reta com uma ligeira curva no final. Esta raça tem uma pelagem dupla. O acabamento é longo, reto e macio ao toque. O acabamento levemente ondulado é grossa e oleosa. O subpêlo grosso é muito oleosa. A pelagem predominantemente branca é marcada com manchas pretas no corpo. A cabeça é preta e as orelhas são pretas. Uma mancha branca que vai do focinho ao colar melhora a aparência impressionante do cão.

Personalidade
O Landseer é definitivamente um cão de família. Esta raça não gostaria de nada mais do que estar perto de seu povo. Esta raça de grande porte preferem estar no colo de um membro da família e ser carinhosamente afagou. Este cão afável faz um bom membro e calmo da família. Não gostaria de ser relegado para um canil ou o quintal como o cachorro prefere ficar dentro de casa, a preguiçar no sofá ou na frente do fogo onde ele pode dedicar toda a sua atenção para a família. Este gigante gentil seria uma babá ótima. Gentil e tolerante, o cão seria um companheiro maravilhoso e um guardião seguro dos filhos. Esta raça é protetor da natureza. O cão seria imediatamente discernir uma situação perigosa e vai agir imediatamente para proteger a família. Este cão é amigável com estranhos, outros cães e animais, desde que não reconhece a ameaça à família. A Landseer é um bebedor bagunçado, ele baba muito também. O cão galpões fortemente duas vezes por ano. Se você é uma dona de casa exigentes, este cão não é para você. Este é um cão muito inteligente, que é conhecido por ser fácil de treinar, uma vantagem para esta raça de grande porte.

O Landseer é uma raça grande, mas eles fariam bem em um apartamento. Estes cães são inativos dentro e pode mesmo ser considerada como batatas de sofá. Esta é uma raça preguiçosa, conteúdo para descansar dentro de casa o dia todo. O cão gosta de nadar tanto. Os pés palmados fazer estes cães nadadores excelentes. Se a natação não é possível, uma longa caminhada seria benéfica para o cão. Estes cães são sensíveis ao clima quente. Exercitar o cão é o melhor feito no início da manhã ou começo da noite quando a temperatura é mais fria.

Cuidados
Esta raça tem uma pelagem grossa de casal que seria necessário escovação cuidadosa diária. Linha de escovação com um pincel duro seria se certificar de que estão emaranhados removedor. A escovação regular vai distribuir os óleos da pelagem. banhos freqüentes não será necessário de forma a não retirar o óleo que impermeabiliza o pêlo. Em vez de lavagem de banho seco é recomendado. As unhas devem ser cortadas regularmente. O cão tem que ergôs devem ser removidos.

História
O Landseer é muitas vezes confundida com a Terra Nova. Na verdade, nos EUA e na Grã-Bretanha estas duas raças são consideradas a mesma coisa. No entanto, a FCI considera o Landseer Continente Europeu tipo a ser uma raça separada. Este grande cão branco e preto foi retratada no famoso quadro “Um membro ilustre da Humane Society” feito pelo renomado pintor animal Sir Edwin Landseer em 1838. Este pintor fez inúmeras pinturas retratando grandes cães brancos e negros. Os cães eram cães Landseer eventualmente nomeado em homenagem ao famoso pintor. O cão que foi retratado na pintura é um perdido chamado Bob, embora o modelo usado foi um cão da Terra Nova, chamado Paul Pry. Diz a lenda que o cão e seu dono foram náufragos duas vezes. A primeira vez, o cão foi capaz de trazer o mestre em segurança à costa nadando duas milhas de onde o navio tinha afundado. No segundo naufrágio do cão não foi bem sucedido em resgatar o mestre e ele nadou até a praia sozinha. Bob tornou-se uma rua que freqüentavam as docas para salvar pessoas de afogamento. Devido ao empenho valoroso que o cão foi adoptado pela Humane Society. Nos 14 anos de serviço o cão foi creditado com 23 resgates.

Bob é considerado um dos grandes cães brancos e negros que têm existido por mais de 200 anos nas ilhas de Newfoundland. Estes cães gigantes que foram utilizadas pelos pescadores para puxar redes europeias à costa foram levados para a Inglaterra. Estes cães eram conhecidos por sua habilidade de ajudar as pessoas a se afogar. Um grande número destas raças eram trazidos e vendidos pelos pescadores europeus, na Inglaterra. Acreditava-se que as exportações dos cães foram feitos na década de 1770. No entanto, observou-se que estes cães já existiam na Inglaterra muito cedo. Uma pintura do Conde de Romney retratou um cão da Terra Nova. Escrito extensas descrições da raça foram feitas em 1732 no livro “Senhores do ferrador”. “Uma História da Terra e da Natureza Animados”, escrito por Oliver Goldsmith em 1774 descreveu extensivamente o cão. Por causa da aparência impressionante a raça Landseer foi retratado na pintura e tem sido objecto de numerosos livros.

Cães de raça Landseer são anotados para ter originado da Alemanha e da Suíça. Foi especulado que a raça foi criada através do cruzamento da Terra Nova branco e preto com cães Pyranean Mountain para criar um cão que se assemelhasse o cão na pintura feita por Sir Edwin Landseer. Otto Walterspiel, um criador alemão tinha seletivamente desenvolveu a raça. A primeira raça Landseer nasceu na Holanda em 1893. A segunda ninhada raça pura, nasceu em 1902 na Suíça. Em 1960, o Landseer tipo europeu-continental, um cão que tem as pernas mais longas e conhecido por ser mais ativa do que a Terra Nova foi considerada como uma raça separada pela FCI. Esta raça foi registada sob o número 226. Após o registro, a popularidade da raça continuou a subir. A raça conquistou outros países europeus, podem agora ser vistos por toda a Europa.

pastor romeno mioritc

Descrição
O romeno Pastor é uma raça de cão que teve origem na Roménia. Esta raça foi selecionada das raças de cães endêmica nas montanhas dos Cárpatos. O Ciobanesc Romanesc Mioritic como a raça é conhecida é um cão enorme, mesmo feita pelos cabelos maiores atrativos do fofo dá ao cão um olhar urso gigante de pelúcia. O branco, cinza claro ou creme de cabelo muitas vezes enganam os predadores em pensar que o cão é uma das ovelhas. Os lobos, ursos e linces serão pegos de surpresa quando uma mentira romeno Mioritic Sheperd Dog de repente sprint e abordar o predador. Além da aparência atraente este cão é muito valorizado por seu papel principal de proteger e guardar o rebanho dos predadores, bem como proteger a propriedade do dono dos ladrões.

Apesar do enorme tamanho do cão é extremamente ágil. Este cão é muito rápido, bem capaz de surpreender os inimigos com movimentos precisos e ágeis. Este cachorro não parece ter um osso de medo em seu corpo. A Mioritic parece ser uma bola de pêlo inofensivo, mas o cão vai enfrentar com coragem um atacante, mesmo aquele que é várias vezes maior que seu tamanho sem nenhuma preocupação aparente. No momento preciso que o cão iria investir e atacar a barriga exposta do predador.

Este cão tem um casaco todo o tempo que permite que o cão se adaptar a qualquer tipo de habitat. O revestimento protege o cão de calor ou frio extremos. Um homem sem proteção pode ser morto em segundos a uma temperatura de congelamento, e não um romeno Mioritic Pastor como o cão ama o tempo frio tanto. O cão seria optar por dormir na neve, mesmo que um abrigo é fornecido. Como acontece com qualquer outro tipo de cão de guarda, o romeno Mioritic cão pastor não é para um dono de cão pela primeira vez. Este cão é teimosa e que necessitam de um dono de empresa que terá que mostrar ao cão o seu lugar ou posição na família, caso contrário o cão tornar-se um um obstinado. Seria certamente difícil de controlar um cão que tem mais de 100 quilos.

Aparência
Um romeno Mioritic Shepherd é um cão enorme que se torna ainda maior por um casaco longo e macio que cresce abundantemente. A coloração é basicamente branco embora alguns cães são creme claro ou cinza pálido revestidos. Outros teriam predominante pêlos brancos e manchas de creme e cinza pálido. Esta raça tem uma pelagem dupla – uma camada superior que é bruto (semelhante a lã de ovelha na textura) de comprimento e levemente ondulados, geralmente crescente 3-6 cm de comprimento e um sub-impermeável que é muito densa, macia e suave. Uma ninhada pode ter filhotes puros brancos e cinza e branco filhotes. A dupla camada cobre todo o corpo do cão, exceto para os olhos eo nariz.

Seria muito difícil discernir as características do cão por causa da espessura do cabelo macio. No entanto, é evidente que o cão tem uma enorme cabeça e um crânio largo e um pouco arqueadas. nariz preto Esta raça é amplo e bem desenvolvido. Orelhas que não são muito grandes em forma de triângulo. As orelhas são de inserção alta e trava em ambos os lados da cabeça. olhos de tamanho médio são ligeiramente ovais. Os olhos são âmbar ou cor de avelã na cor. Os olhos são cobertos com a franja das sobrancelhas e raramente visível.

Um romeno Mioritic Pastor fica a cerca de 27 centímetros de medida na altura dos ombros e pesa entre 100 e 150 libras. Este cão tem um corpo retangular. As pernas podem parecer curto, pois o abdômen eo tórax são densamente cobertas de pêlos longos. Pernas e pés traseiros, porém, são de boa ossatura e forte. As patas são grossos e largos para permitir que o cão a cruz coberta de neve terreno. O conjunto da cauda alta mistura com o pêlo do corpo e muitas vezes fica despercebido. Em repouso a cauda cai, alcançando os jarretes, com uma ponta levemente curvada. Quando o cão está em movimento a cauda é portada de alto nível com a parte de trás, mas nunca curvada sobre o dorso.

Personalidade
O romeno Mioritic cão Shephers tem sido usada há séculos pelos pastores dos Cárpatos, porque os cães habilidades excepcionais para guardar e proteger as ovelhas dos predadores, seja ela de quatro patas ou do tipo com duas pernas. O cão é mais conhecido pela sua ferocidade e dedicação para defender o rebanho confiado aos seus cuidados. Esta raça é incorruptível, um vigilante e bem disciplinado que é conhecido por seguir e obedecer as instruções e os comandos do mestre muito bem. Esta é provavelmente a razão pela qual um Mioritic também é um animal de estimação muito confiável. Estes cães têm um desejo inerente de proteger a sua família humana. O cão pode ser muito fiel e dócil com a família, mas sabe-se ser cauteloso com estranhos.

A Mioritic ama as crianças. Este cão que goste de ser uma parte das atividades das crianças. Ele vai ficar bem com outros cães e animais no domicílio, especialmente se eles são socializados bem. A Mioritic masculino no entanto será de protecção do seu território e não seria surpreendente se o cão apresenta comportamento agressivo para outro cão macho no quintal.

Esta raça não é para um apartamento. O cão seria necessário pelo menos um estaleiro onde ele pode correr e brincar. Porque estes cães são extremamente enérgicos com enormes quantidades de resistência e força, eles precisam de bastante espaço onde possa correr livremente. Estes cães não estão destinados a viver dentro de casa. Um proprietário de uma perspectiva devem ser residentes no país ou em uma casa com um quintal grande. Com um amplo jardim o cão pode exercer em seu próprio. Mas como o cão está desconfiado de estranhos no quintal deve ser protegido com uma cerca.

Cuidados
Um romeno Mioritic Pastor não precisa de uma manutenção intensiva. Apesar de muito longo e grosso, o casaco não seria difícil de manter. No entanto, um filhote precisaria de uma manutenção intensiva. O pêlo deve ser escovado pelo menos 10 minutos todos os dias. Isto é para manter a pelagem limpa e evitar a formação de emaranhados. À medida que o cão envelhece menos grooming será necessária. Escovar o pêlo todos os dias seriam suficientes para manter a sua condição de primeira ordem. Evite banhar o cão com demasiada frequência, uma vez que eliminaria a impermeabilização do casaco. A pelagem do cão levaria mais de um dia para secar. Então, é você tomar banho ao cão você tem que usar um secador de cabelo ou tomar banho deve ser feito quando a temperatura é muito quente.

História
O romeno Mioritic Pastor é uma raça antiga de cães que tem, naturalmente, espalhados por todo o território romeno. Acreditava-se que o progenitor se desta raça são os cães moloss que foram trazidos pelas legiões romanas, quando eles passaram e atravessaram o território romeno durante a migração do Império Romano. Estes cães têm lendária ferocidade, coragem e força. De facto, durante a Idade Média, os cães Miorotic foram utilizados nos exércitos dos reis medievais. Ancestrais destes cães foram usados para combater os invasores romanos. Milhares de anos atrás, estes cães são mais comumente conhecido como o “romeno Baracul”. Estes cães têm ajudado o povo da Dácia lutar contra os romanos. Os valentes esforços dos cães foram imortalizadas na coluna imperador romano Trajans. Este monumento histórico de Roma mostra as imagens gravadas de combate romanos e DACs. Os DACs estão sendo ajudados pelos cães Mioritic Cárpatos.

O romeno Mioritic Pastor foi mais valorizado pelos pastores dos Cárpatos. Estes cães são utilizados na caça, mas à primeira utilização destes cães é para proteger e guardar os rebanhos contra predadores, bem como para proteger a propriedade do pastor contra os ladrões. Miorita, a balada famoso poema romeno mencionou estes cães excepcionais.

Atualmente, a Roménia tem o maior número de lobos, ursos e linces em toda a Europa. Você pode imaginar como os pastores durante os tempos antigos sairia sem a ajuda dos cães pastor romeno Mioritic como estes predadores teria existido em número ainda maior durante esses períodos. Além de guardar o rebanho estes cães são conhecidos por sua destreza no jogo de caça que é muito maior que seu tamanho. O Mioritic é conhecido por ser um caçador mais feroz que seu primo o romeno Carpatin Pastor.

Esses dias o Mioritic é amplamente utilizado como um caçador, assim como no pastoreio e proteger rebanhos e propriedades na Roménia. Este cão tem evoluído para uma companheira maravilhosa casa. No entanto, esta raça não é conhecido fora do seu país de origem. Este padrão da raça natural foi feito pelo Kennel Clube romeno em 1981. Em 2005, a raça foi oficialmente reconhecida pela FCI.